Dirce Carneiro por Diana Gonçalves
Pensamentos... palavras e poesia... em ação...querendo alçar voo, em mutação...
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
CANTO DE ADEUS
 
Farfalham copas
no ocaso de outono
Cantam aves
nas vagas do juízo
As horas cravam
sentires de dor
Badala o bronze
acelera instantes
Belo é o cenário
alheio a circunstâncias
Cores da estação
dominam a vista
Girassóis circundam
seu corpo inerte
Último mimo
a seu gosto na terra
Tingem de ocre
o campo do adeus
Olhos parados
tomados de espanto
Deitam-se no preito
os tons da saudade
Imaginário
perdido
um futuro
sem ti



Dirce Carneiro

 
DIANA GONÇALVES
Enviado por DIANA GONÇALVES em 14/07/2020
Alterado em 14/07/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários